Simulador

Margem de Contribuição

Instruções




Preenchimento da Planilha
 
  1. Escolha a atividade. Milho, Soja ou Trigo por Exemplo.
 
  1. Caso pretenda fazer algum manejo antes da semeadura do trigo, clique em adicionar. Abrirá um campo onde poderá ser lançado na coluna A – INSUMOS, “semente”; na coluna especificação “Nabo forrageiro”. Se for em toda a área deixe os “100” na coluna Área (%) Caso seja em apenas 50% da área destinada para trigo que terá semeadura de nabo forrageiro, lance neste campo 50.
 
  1. Na coluna Quantidade (kg ou litro/ha) lance a quantidade de semente que estará usando ou no caso de um herbicida para dessecação o volume em litros por hectare que será empregado.
 
  1. Na coluna Valor Unitário lance o custo do insumo em kg ou litro. 
 
  1. Realizados os lançamentos, o programa calculará o valor do insumo por hectare.
 
  1. Caso haja necessidade de mais um insumo para o manejo do cultivo de cobertura tal como herbicida, etc. clique novamente em adicionar que outro campo será aberto para inserção dos dados.
 
  1. Siga os mesmos passos até o item 9 relativo a coluna A – INSUMOS. Ao final o Subtotal (A) indicará os gastos com os insumos agropecuários destinados para a lavoura.
 
  1. No campo B – OPERAÇÕES, na primeira linha Combustível, lance a quantidade de óleo diesel que será gasto para todo o ciclo da lavoura. Na sequência lance o valor unitário do diesel (R$/litro).
 
  1. Com relação aos Lubrificantes e Filtros do item 2, estime um percentual que normalmente fica entre 10 até 15% do valor do óleo diesel consumido. No caso de haver um percentual bem conhecido do estabelecimento este é que deverá ser utilizado.
 
  1. Na linha 3 caso a colheita seja contratada, lance o percentual sobre a produção pago para terceiros. Exemplo: 10% sobre o volume colhido. Sendo a colheita executada com maquinaria própria o campo ficará em branco.
 
  1. Na linha 4 lance o percentual pago pelo transporte da produção até o ponto de entrega (2% por exemplo). Também no caso do transporte ser realizado pelo próprio agricultor, sem nenhum desembolso direto, não haverá lançamento.
 
  1. Na linha 5 poderá ser lançado outros valores desembolsados e que não foram contemplados em itens anteriores. Neste campo poderá haver lançamento de valores pagos para a execução de outros serviços tais como semeadura, pulverizações, etc.
 
  1. O SUBTOTAL (B) informará o desembolso referente às operações.
 
  1. O SUBTOTAL (A + B) indicará a soma do desembolso com insumos e operações e sobre a qual incidirá o custo financeiro.
 
  1. Na coluna C – FINANCEIRO será lançado o juro sobre o custeio no caso de contratação de crédito ou outro valor que represente o custo de oportunidade dos recursos utilizados para formação da lavoura, como a taxa de poupança.
 
  1. Logo abaixo da linha de juros sobre custeio aparece o item PROAGRO. Lance aí o percentual de prêmio pago relacionado ao tipo de seguro e/ou atividade.
 
  1. No item D – ASSISTÊNCIA TÉCNICA, coloque o percentual efetivamente pago (0,5%; 2,0%).
 
  1. O item TOTAL (A + B + C + D) apurado automaticamente pelo programa, representa a totalidade de recursos desembolsáveis necessários para a lavoura.
 
  1. Na linha E – TRIBUTOS NA COMERCIALIZAÇÃO, deve ser lançado o valor que é descontado por ocasião da transferência de posse do produto. Na maioria dos caso é 2,3% referente ao “FUNRURAL” para pessoa física. Aí será incluído “royalties” caso esta taxa for cobrada sobre a produção (2%). Em havendo acúmulo destes dois itens o valor a ser lançado neste campo é 4,3%.
 
  1. F – RENDIMENTO ESPERADO. Nesta linha clique em adicionar. Abre-se um campo onde se pode informar expectativa de rendimento BAIXO e logo a seguir no campo Sacas/ha lançar 45 por exemplo. Mais um clique em adicionar e surge outro campo para uma expectativa de rendimento MÉDIO e logo a seguir novamente um valor tipo 50 sacas/ha. Novamente mais um clique em adicionar e pode-se lançar uma expectativa de rendimento ALTA, tipo 60 sacas/ha. Têm-se portanto três possibilidades de rendimento que podem estar referenciadas no histórico da lavoura.
 
  1. G – EXPECTATIVA DE PREÇO – R$/SACA. Neste campo pode-se lançar três expectativas de preço com base nas indicações oferecidas pelo mercado. Uma delas poderá ser mais conservadora, outra como uma média e a última mais otimista.
 
  1. Com os lançamentos das expectativas de rendimento e possibilidades de preço na comercialização surgem nove alternativas.
 
  1. Para cada alternativa o programa calcula a Margem de Contribuição, proporcionando um gerenciamento com bases mais sólidas.
 

Esta ferramenta é produto de ação cooperativa entre COTRIJAL e EMATER/RS




Desenvolvido por OWS