Todas as Cidades
Histórico
Chuvas

Destaques do segundo dia da Expodireto Cotrijal

17/03/2009

Rodada internacional de negócios, desafios do agronegócio na crise global e público superior a 29 mil pessoas foram os destaques do segundo dia da Expodireto Cotrijal

Com público de 29,5 mil pessoas, número 84% superior ao público de ontem (16), o segundo dia da Expodireto Cotrijal teve intensa programação reunindo o 20º Fórum Nacional da Soja, que tratou das perspectivas macroeconômicas em um cenário de crise global; a palestra do ex-governador Germano Rigotto sobre os desafios da carga tributária no campo; além da rodada de negócios promovida pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimento (Apex) e Sindicato das Indústrias de Máquinas e Implementos Agrícolas do RS (Simers) para fomentar os negócios entre as empresas gaúchas e participantes internacionais.

Em palestra para mais de 300 pessoas no Fórum da Soja, o especialista Guilherme Leite da Silva Dias, da Universidade de São Paulo (USP) ressaltou o quanto é difícil mensurar os impactos reais da turbulência, que abalou a confiança nas instituições financeiras, causando uma forte contração na economia mundial, com perdas expressivas para os países europeus e para a China. “O cenário macroeconômico muda de acordo com a direção do vento. Não há como prever quanto tempo vai durar e quais países passarão por maiores dificuldades”, afirma.

Segundo Guilherme, a recuperação da crise deve ocorrer lentamente. “A expectativa é de crescimento harmônico apenas em 2011, com a reconstituição do sistema financeiro americano. Temos, portanto que enfrentar dois anos de instabilidade”, ressalta.

O Brasil, apesar de ter sido atingido pela crise, não deve enfrentar grandes obstáculos no futuro, principalmente no que diz respeito ao agronegócio. “No caso das commodities, muitos produtos, como a soja, tinham oferta menor que a demanda. A crise equilibrou esse cenário. Além disso, em âmbito geral, acredito que sairemos fortalecidos. O desemprego não deve atingir grandes proporções e o crédito, mesmo após uma retração, deve estabilizar”, comenta Dias, que deixa ainda um alerta para o produtor. “Confie na sua intuição e tome cuidado com a soma de dívidas, pois dentro deste cenário de turbulências, as condições de pagamentos tornam-se cada vez mais limitadas e inflexíveis”.

Para o ex-governador do Rio Grande do Sul, Germano Rigotto, o quadro internacional atual é preocupante e fará com que a economia do Brasil cresça muito menos do que o ano passado, porém, embora o agronegócio também sofra os efeitos da crise, isso ocorre em menor escala do que em outros setores. “Nós já temos notícias de grandes safras e aqui no Rio Grande do Sul temos uma safra de soja espetacular com 9 milhões de toneladas, uma safra de arroz também recorde, uma safra de milho que teve perdas, mas que ainda é uma boa safra, o trigo e outras. Ou seja, nós temos uma situação de boa safra e ao mesmo tempo de preço em recuperação. Por isso vamos sofrer menos com a crise, inclusive porque conquistamos mercados no mundo inteiro e até conquistamos novos países como importadores”, analisou.

O clima de otimismo que circula na Expodireto Cotrijal também pôde ser visto no primeiro dia das negociações no Pavilhão Internacional que deverá receber representantes de 35 países, por meio de consulados, câmaras de comércio e visitantes estrangeiros. A rodada de negócios realizada hoje reuniu representantes de 11 países (Brasil, Nicarágua, Bolívia, Peru, Colômbia, Panamá, Venezuela, Argentina, Hungria, Alemanha e Polônia) e 17 empresas importadoras.

O presidente da associação cooperativa nacional da Polônia, Wladyslaw Serafin, esteve presente na rodada, interessado em buscar novas soluções, conhecer as técnicas aplicadas no Brasil, e também estudam a importação de biocombustível. “Estamos impressionados com a organização da Expodireto Cotrijal. Na Europa há cerca de 15 feiras semelhantes, porém com baixa participação do Brasil, e por isso estudamos ampliar esse intercâmbio por meio de convênios como esse”, afirmou.

· Mais informações sobre a Expodireto Cotrijal 2009 podem ser obtidas no site www.expodireto.cotrijal.com.br

Assessoria de Imprensa Expodireto Cotrijal 2009 Texto Assessoria de Comunicações (Telefone 11 2198-1888) Jornalista responsável: Altair Albuquerque (MTb 17.291) Coordenação Geral: Nadia Andrade (nadia@textoassessoria.com.br) Coordenação de Atendimento: Denise Mello (denise@textoassessoria.com.br) Atendimento: Camila Gonzaga (camila@textoassessoria.com.br) e Felipe Fonseca (felipe@textoassessoria.com.br)